Bykis setembro
SAÚDE

Fiocruz confirma mais quatro casos da variante Delta da Covid-19 do RS


POR: Assessoria/SES
04-08-2021 - 15:12
COMPARTILHAR
icon-facebook icon-twitter icon-whatsapp
74 visualizações


Clement Mahoudeau /AFP

O Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs) recebeu a confirmação de mais quatro casos da variante Delta do coronavírus no Rio Grande do Sul da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), nesta quarta-feira (04). Um deles, de um residente de Gramado, já era considerado confirmado pelo Cevs, uma vez que apresentou resultado positivo em sequenciamento genético parcial realizado no Centro de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CDCT) somado ao vínculo epidemiológico com um caso confirmado por sequenciamento genético completo da Fiocruz. Referem-se aos dois primeiros casos confirmados no Rio Grande do Sul dia 19 de julho.


O segundo caso confirmado também é contactante do primeiro paciente confirmado em Gramado. Os outros dois casos confirmados nesta quarta-feira são de residentes de Esteio e Sapucaia do Sul. Todos os pacientes já estão recuperados e liberados de isolamento. No total, o Rio Grande do Sul possui 11 casos confirmados com a variante e 34 identificados por sequenciamento parcial aguardando oficialização da Fiocruz.


Onde estão os casos confirmados: Gramado, Esteio, Canoas, Sapucaia, Santana do Livramento e Nova Bassano.


Onde estão os casos identificados por sequenciamento parcial e aguardam confirmação da Fiocruz: Alvorada, Canoas, Capão Da Canoa, Caxias Do Sul, Esteio, Gramado, Guaíba, Montenegro, Novo Hamburgo, Passo Fundo, Porto Alegre, São José dos Ausentes, São Leopoldo, Sapucaia Do Sul, Triunfo e Viamão.


De acordo com o especialista em saúde do Laboratório Central do Estado (Lacen/RS), Richard Steiner Salvato, os casos de Delta já correspondem a 15% das amostras sequenciadas pelo Cevs na última semana, “demonstrando a rápida disseminação dessa variante de preocupação no Estado”. O Cevs tem analisado por volta de 200 amostras semanalmente.


O que já sabemos sobre a Delta

A Delta, primeiramente identificada na Índia, é uma das chamadas “variantes de preocupação” (VOC, variants of concern na sigla em inglês), pois são variações que trazem alguma mudança no comportamento do vírus. A característica mais marcante da Delta, já comprovada cientificamente, é a maior transmissibilidade. Quanto a gravidade, ainda não há evidências de que a Delta provoque uma doença mais ou menos agressiva em relação às outras linhagens.


O Cevs realiza, pelo Laboratório Central do Estado (Lacen/RS) e pelo Centro de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CDCT), testes preliminares para a identificação desses casos suspeitos, incluindo sequenciamento parcial. As análises determinam se a amostra é uma provável variante de preocupação a partir da identificação de mutações específicas que são diferentes entre os tipos de vírus. Ao serem enviadas para a Fiocruz, as amostras passam por um sequenciamento genômico completo, que fornece detalhes do perfil de mutações e classifica com precisão a linhagem de cada amostra.


MAIS LIDAS DA SEMANA

MAIS LIDAS DA SEMANA

VER MAIS NOTÍCIAS

OPINIÃO

TOP 10