SAÚDE

Cinco regiões ficam em bandeira vermelha no mapa definitivo do RS


POR: Correio do Povo
15-09-2020 - 06:40
COMPARTILHAR
icon-facebook icon-twitter icon-whatsapp
150 visualizações


Divulgação

O governo do Rio Grande do Sul divulgou, nesta segunda-feira (14), que cinco das 21 regiões ficarão com a bandeira vermelha na 19ª rodada do Distanciamento Controlado. As áreas classificadas como risco alto para a contaminação para o coronavírus são: Porto Alegre, Palmeiras das Missões, Erechim, Passo Fundo e Santa Maria. 


No mapa prévio, apresentado na sexta-feira passada, sete regiões tinham sido consideradas para a bandeira vermelha. O gabinete de crise aceitou o pedido de reconsideração das regiões de Caxias do Sul e Guaíba, que permanecem em bandeira laranja nesta semana. 


As regiões de Capão da Canoa, Novo Hamburgo, Canoas, Santo  ngelo, Cruz Alta, Uruguaiana, Taquara, Ijuí, Santa Rosa, Pelotas, Bagé, Caxias do Sul, Cachoeira do Sul, Santa Cruz do Sul e Lajeado ficaram na bandeira laranja nesta rodada. 


As cinco regiões em bandeira vermelha agregam 185 municípios, com 4.163.598 habitantes, que representa 36,7% da população gaúcha. Dentre elas, 94 cidades, que possuem 405.017 habitantes (3,6% da população), poderão adotar medidas da bandeira laranja por não registrarem hospitalização e óbito por Covid-19 nos 14 dias anteriores à apuração. As cidades poderão adotar protocolos próprios para as atividades desde que mantenham atualizados os respectivos sistemas de informações.


As regiões que estão em cogestão podem adotar protocolos menos restritivos dentro do que foi estabelecido na nova fase do Distanciamento Controlado. São elas: Capão da Canoa, Taquara, Novo Hamburgo, Canoas, Porto Alegre, Santo  ngelo, Cruz Alta, Ijuí, Santa Rosa, Palmeira das Missões, Passo Fundo, Pelotas, Caxias do Sul, Cachoeira do Sul, Santa Cruz do Sul, Lajeado e Erechim. Das regiões em vermelho, somente Santa Maria não adotou o sistema de cogestão. 


As regiões da bandeira vermelha devem seguir maiores restrições para prevenir o contágio a partir da meia-noite desta terça-feira até o dia 21 de setembro. 

MAIS LIDAS DA SEMANA

MAIS LIDAS DA SEMANA

VER MAIS NOTÍCIAS

OPINIÃO

TOP 10