Ouça Ao vivo Peça Sua Música Android App iOS App

Saúde

17.04.2020 - 14:30

929 visualizações

Coronavírus em Tapejara: tudo o que você precisa saber

Foto: Prefeitura de Tapejara

O coronavírus é um vírus que causa infecções respiratórias e provoca a doença chamada Covid-19. O novo agente foi descoberto em 31 de dezembro de 2019, após alguns casos serem registrados na China. Depois desse dia, o vírus tem se espalhado e atingido vários países do mundo, chegando ao Brasil.

 

Segundo investigações, a primeira morte causada por coronavírus no Brasil ocorreu em 23 de janeiro, no estado de Minas Gerias. Antes disso, um caso em São Paulo, que teria sido confirmado no dia 26 de fevereiro, era tido como a primeira confirmação no país.  No Rio Grande do Sul, o primeiro caso surgiu em 10 de março e o primeiro óbito foi confirmado em 25 de março. Desde então, os números estão subindo cada vez mais.

 

Neste momento, é importante ficarmos bem informados sobre a doença e nos prevenirmos o máximo possível.

 

Expectativa de casos em Tapejara

Atualmente, Tapejara tem 24.111 habitantes. De acordo com o cálculo realizado pela Secretaria de Saúde do município, a expectativa é que 19.209 habitantes, ou seja, 80% da população, tenham contato com o vírus. Desses 3.857 precisariam de atendimento hospitalar e 193 de leitos de UTI. Este cálculo é feito caso não houvesse isolamento social.

 

Aos primeiros sinais

Quando uma pessoa começa a ter os sintomas característicos do coronavírus, ela deve ligar ao Comitê Operacional Emergencial pelo número (54) 9 9113-2758. O comitê realiza o primeiro contato com os pacientes, indicando tratamento, através de médicos, e monitorando os mesmos. Em caso de piora do quadro, os pacientes são encaminhados para atendimento no Hospital Santo Antônio.

 

Estrutura do hospital

Para atender à demanda de pacientes que buscam atendimento, o hospital criou uma ala de atendimento especial para pessoas com sintomas semelhantes aos do coronavírus. Esta ala realiza somente este tipo de atendimento e conta com nove leitos com isolamento, sendo três deles com ventiladores e uma equipe destinada apenas para estes pacientes. Os outros seis quartos que não possuem ventiladores, disponibilizam oxigênio através de máscaras para os pacientes. 

 

Caso venha a surgir um número maior de pacientes que necessitem de leitos, poderá haver uma expansão e a abertura de cerca de dez novos leitos. Também poderá ser estudada a construção de um hospital de campanha, anexado à ala da maternidade do hospital, que atualmente encontra-se fechada para obras.

 

Para isolar quem não possui estrutura em casa

As pessoas que apresentarem sintomas e precisarão ficar em isolamento social e não tiverem a possibilidade de continuarem em suas residências, serão encaminhados para um local, criado pela prefeitura, que contará com camas para repouso, área para banho, alimentação e higienização, bem como equipe que irá monitorar diariamente estes casos.

 

Como isolar alguém que apresente os sintomas

Para os testes serem realizados, é necessária a autorização de uma comissão do estado. Os pacientes com suspeita em que a coleta não for realizada, devem manter isolamento domiciliar por 14 dias, podendo mudar de caso para caso.

 

O isolamento consiste em ficar sozinho em um quarto arejado, sem contato com demais familiares e, se possível, sem compartilhar o banheiro. As casas onde isso não é possível, o ideal é que, após o paciente utilizar o banheiro, outro familiar de máscara e luva faça a higienização do cômodo com água sanitária. Casais devem dormir separados, não compartilhar o chimarrão e os demais familiares do paciente suspeito devem se isolar da sociedade, mas não é necessário mantê-los em quartos individuais, desde que mantenham distância mínima de um metro e meio entre si.

 

Os pacientes isolados serão monitorados pela Secretaria Municipal da Saúde.

 

Tratamento para casos suspeitos

As pessoas que apresentarem algum dos sintomas citados acima devem entrar em contato com o Disque Corona, pelo número (54) 9 9113-2758, para receber orientações. Se a febre persistir por mais de dois dias, mesmo tomando remédio, apresentar falta de ar intensa ou se o paciente já tiver algum problema de saúde que está descompensado, como pressão alta, é necessário procurar o posto de saúde mais próximo de casa.

 

Se após esse atendimento, ainda tiver necessidade, o paciente vai ser encaminhado para internação ou tratamento no hospital. Segundo Luiza Mainardi, coordenadora do Covid no Hospital Santo Antônio, esse fluxo evita circulação desnecessária de pessoas no hospital.

 

Sobre o tratamento, ainda não se tem uma cura milagrosa. Estudos estão sendo feitos para saber o que é o melhor para os pacientes, mas é imprescindível que não seja usado Ibuprofeno, pois é um anti-inflamatório.

 

Os pacientes com sintomas leves, o tratamento que será orientado consiste em dipirona, paracetamol, entre outros. Casos mais graves utilizarão outros medicamentos, que serão definidos individualmente.

 

Número de testes de Covid-19 disponíveis para o município

Tapejara vai receber 25 testes que foram adquiridos, porém, não tem previsão da chegada deles no município. Ainda não se sabe ao certo, o número de testes que serão recebidos por meio do governo federal e nem a data da chegada.

 

Existem dois tipos de testes que podem ser feitos para detectar ou não a presença do vírus em uma pessoa: O antígeno e o anticorpo.

 

O ideal do teste antígeno, é que ele seja coletado do segundo ao quinto dia após o paciente apresentar os sintomas, podendo ser coletado até o décimo dia. 

 

Já teste do tipo anticorpo, deve ser coletado 8º a 10º dia, que significa que o paciente criou os anticorpos sobre o vírus. Ele age como as vacinas, depois de receber o vírus, cria anticorpos para quando entrar em contato de novo, combater.

 

Orientação sobre o uso de máscaras na cidade

As máscaras cirúrgicas ou a popular máscara azul, são contraindicadas para o uso da população. Isso se deve à falta no mercado, que pode piorar, pois não essenciais para o uso por profissionais da saúde. Já as máscaras de pano, tecido, que podem ser feitas em casa, podem ser usadas normalmente ao sair na rua. O importante é que depois de usada, ela seja lavada e higienizada para um novo uso.

 

Auxílio emergencial para quem mora em Tapejara

O Auxílio Emergencial é um benefício financeiro que foi concedido pelo Governo Federal para trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados, durante a pandemia do novo coronavírus.

 

Para receber o auxílio, a família deve ter renda mensal por pessoa, de no máximo meio salário mínimo (R$ 522,50) ou cuja renda familiar total seja de até três salários mínimos (R$ 3.135,00). É necessário, ainda, realizar Cadastro Único. Quem recebe Bolsa Família, já vai ser beneficiado automaticamente. O cadastro será analisado e o resultado da poderá ser acompanhado pelo aplicativo Auxílio Emergencial.

 

As pessoas que não possuem Cadastro Único, mas que têm direito ao Auxílio, poderão se cadastrar no aplicativo ou site do Auxílio Emergencial.

 

O pagamento será feito de acordo com o seguinte calendário:

Primeira parcela:

- Cidadãos cadastrados no Cadastro Único e que não estão no Bolsa Família: a partir de 09/04/2020.

- Cidadãos que fizeram o cadastramento por meio do site ou APP Auxílio Emergencial – 3 dias úteis após a validação dos dados pelo Governo Federal – Dataprev: a partir do dia 14/04/2020.

 

Segunda parcela:

- Cidadão cadastrado no Cadastro Único e cidadão cadastrado no site ou app: nascidos em janeiro, fevereiro e março em 27/04; nascidos em abril, maio e junho em 28/04; julho, agosto e setembro em 29/04; nascidos em outubro, novembro e dezembro 30/04;

 

Terceira parcela:

- Cidadão cadastrado no Cadastro Único e cidadão cadastrado no site ou app: nascidos em janeiro, fevereiro e março em 26/05; nascidos em abril, maio e junho em 27/05; julho, agosto e setembro em 28/05; nascidos em outubro, novembro e dezembro 29/05;

 

Em Tapejara, a Secretaria de Assistência Social está disponibilizando profissionais para ajudar na realização do Cadastro Único. Os pontos para realização do cadastro são EMEF Leonel de Moura Brisola, EMEF Giocondo Canali, EMEF Catarina Debastiani, além da Assistência Social, das 13h30 às 17h.

 

Os interessados devem apresentar os seguintes documentos: CPF de todos os membros da família; RG; aparelho de celular com chip (no momento do cadastro é enviado um código para o celular cadastrado), renda de todos os membros da família e cartão do banco.

 

Onde realizar doações para os tapejarenses

As pessoas que tiverem interesse em realizar doações podem procurar a Secretaria de Assistência social de Tapejara através do fone (54) 3344-4758. As doações podem ser entregues junto à secretaria ou a equipe pode realizar a busca para destiná-las posteriormente.

 

Funcionamento do comércio em Tapejara

O comércio de Tapejara está autorizado a funcionar durante o enfrentamento ao Covid-19, desde que siga as normativas estabelecidas pela vigilância sanitária do município.

 

Algumas das normativas exigidas no comércio são:

- Ter a disposição, para clientes e funcionários, na entrada do estabelecimento, álcool em gel 70%;

- Manter o ambiente ventilado;

- Higienizar superfícies de toque (maçanetas, balcão, recepção, equipamentos, etc) com frequência;

- Afastar funcionários que apresentem sintomas semelhantes ao Covid-19 pelo prazo mínimo de 14 dias;

 

Para conferir todas as normativas, é só baixar o arquivo no final desta matéria.

 

Telefones úteis

Dique Corona – (54) 9 9113-2758 (sintomas ou informações sobre coronavírus);

Disque Apoio Psicológico – (54) 9 9126-3422 (contato com psicólogos);

Informações sobre vacinação contra gripe – (54) 3344-5206;

 

Taxa de letalidade no RS em relação ao país

A taxa de letalidade é medida de acordo com o número de casos confirmados, em relação ao número de óbitos pela doença.

 

O Rio Grande do sul, assim como a região Sul, apresenta uma taxa de letalidade baixa, se comparada com o Sudeste. Isso não quer dizer que aqui o vírus se dissemine de forma mais vagarosa, mas sim, que o primeiro caso que surgiu no Brasil foi registrado nessa região. Depois disso, os casos foram aparecendo em outras regiões do país. 

 

Além disso, é importante levar em conta que nem todos os pacientes apresentam sintomas da doença, alguns são assintomáticos. Desta forma, algumas pessoas podem até ter o vírus, mas não terão testes realizados e não entram para as estatísticas.

 

De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado ontem (16), pelo Ministério da Saúde, o Brasil registra a taxa de letalidade de 6,3%. O estado com maior taxa de letalidade é a Paraíba, com 14,5%, 165 casos confirmados, 24 óbitos. O Rio Grande do Sul tem a taxa de letalidade em 2,7%, com 22 óbitos e 792 casos confirmados.

 

Principais sintomas

De acordo com a coordenadora do Hospital Santo Antônio, de Tapejara, Luiza Mainardi, os principais sintomas que os pacientes com suspeita de Covid-19 têm é febre medida ou referida, associada a algum sintoma respiratório, como tosse, falta de ar ou dor de garganta.

 

Outros sintomas como fadiga, coriza, diarreia e dor de cabeça também podem aparecer em alguns casos.

 

Cuidados

O Distanciamento social é necessário, neste caso, pois o vírus é transmitido de pessoa para pessoa. Medidas como evitar contato com pessoas em locais fechados ou aglomerados, evitar beijos, abraços e apertos de mão, manter distância de pelo menos dois metros das outras pessoas são o que vão frear a disseminação do vírus. Além disso, é importante evitar o contato com superfícies de locais públicos e higienizar as mãos com álcool em gel.

Arquivos

  • Baixe aqui para saber tudo sobre as normativas da vigilância sanitáriaBaixar

Agenda

Top 10

  • 1MARÍLIA MENDONÇA - SUPERA (2019)
  • 2MATHEUS E KAUAN Part. Jorge e Mateus - QUARTA CADEIRA (2019)
  • 3BRUNO E MARONE - SHOW DE RECAIDA (2019)
  • 4DIEGO E ARNALDO - RELOGIO PARADO (2019)
  • 5JOÃO NETO E FREDERICO - RADIN LIGADO (2019)
  • 6MELIM - GELO (2019)
  • 7GIULIA BE - MENINA SOLTA (2019)
  • 8SORRISO MAROTO - REPRISE (2019)
  • 9IZA - MEU TALISMÃ (2019)
  • 10LILL NAS X Feat. Bily Ray Cyrus - OLD TOWN ROAD (2019)
Fale Conosco: 54 3344 1605
Tapejara/RS - Brasil
100e7 FM © Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por wg3web.com.br